h1

Espírito de Jezabel na Cultura

fevereiro 22, 2008

Outra característica da minupulação é a cegueira naqueles que são suas vitimas. Acostumam-se tanto àquilo que vivem que nem se questionam mais se aquilo é correto ou se existe outra forma de pensar ou agir.
Vemos a nação de Israel acostumando-se a uma forma totalmente errada de pensar ou de agir à partir do momento que Acabe casa-se com Jezabel e constrói um poste ídolo para adorar a Baal.  Aquilo que até então era errado e todos sabiam que era errado e que por muitas vezes lhes tinha custado a liberdade, daquele momento em diante havia se tornado normal. O que era uma afronta ao Deus vivo tornou-se rotina diária a ponto de se ter os sacerdotes oficiando todos os dias e ensinando o povo seus valores mentirosos. Isso ocorre hoje através da cultura.
Hoje, Jezabel tem o domínio que tem porque o Acabe de nossos dias se chama igreja.
Hoje vemos a sociedade totalmente corrompida em seus valores morais e éticos onde ser correto hoje é ser “tolo” e onde se ensina em casa, na escola e em qualquer lugar como levar vantagem, afinal, o mundo é dos espertos e onde se aprende desde muito cedo a manipular as situações ao redor para que sejam favoráveis a nós mesmo que as custas de mentiras. Criam-se intrigas em todos os segmentos da sociedade para se conseguir promoção, status e coisas assim.
O ensino de Jezabel tem contaminado a sociedade de tal forma com sua sedução que valores morais não são sequer abordados. Vivemos um momento da história onde a qualquer momento teremos que fechar nossas bíblias e nos calarmos diante de homossexualismo, macumbaria e tantas outras afrontas que destroem o ser humano e as bases familiares e sociais, porque assim como Acabe, estamos permitindo que Jezabel dite as regras e use as calças que são da igreja.
Hoje temos passeatas do orgulho gay tomando centros de metrópoles urbanas e facções criminosas nos fazendo correr para nossas casas impotentes diante da violênica. Observamos todas essas situações cotidianas e temos uma única reação: reclamamos!
Vemos a vida perdendo valor cada dia. Doenças matando jovens. Consumo de drogas tomando proporções assustadoras e movimentando fortunas astronômicas e aqueles que têm o “poder” de fazer algo calados preocupados com suas vidinhas. Assistimos documentários na televisão que mostram crianças envolvidas com o tráfico e simplesmente fingimos que não é conosco.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: